De charrete pelo mundo afora

170 anos de aventuras e amor na evangelização dos povos distantes

Igreja de São Francisco de Assís e Casa Ramazzotti, berço histórico missionário do PIME

Por padre Ace Valdez, PIME


Neste ano, o Pontifício Instituto das Missões Exteriores (PIME) completa 170 anos de nascimento. O seu atual superior geral, padre Ferruccio Brambillasca, comunicou, em uma carta enviada aos missionários, um biênio comemorativo sob o tema: “Transformações e mudanças nos 170 anos de história do nosso Instituto.” Padre Ferruccio escreveu: “Por que este tema? Ora, porque o mundo, a Igreja e a missão passam por um período de grandes mudanças e transformações. O PIME está, sem dúvidas, imerso nesse processo. E isso é muito importante para o instituto.” E continuou:

“Em tempos de mudanças, a fidelidade ao seu carisma é um desafio que o instituto não pode deixar de acolher para o bem da própria missão.”

O biênio comemorativo teve início com uma missa solene no 25 de julho na casa mãe em Milão presidida pelo bispo de Crema, Mons. Daniele Gianotti, abriu as celebrações em todos os países onde o instituto está presente para comemorar o aniversário da fundação. O período prevê iniciativas de oração e reflexão continuada sobre como aprimorar a animação missionária nos próximos dois anos.

UMA ALMA MISSIONÁRIA

Angelo Ramazzotti amava as missões desde a juventude. Quando se tornou bispo da cidade de Pavia, perto de Milão, orientava alguns seminaristas e seus sacerdotes ao apostolado missionário. No dia 30 de julho de 1850 foi de charrete da cidade de Rho para a sua casa paterna em Saronno com dois dos primeiros membros do Instituto, os padres João Batista Mazzucconi e Carlos Salerio. Na ocasião, escreveu: “Nós estamos agora indo para Saronno em uma pobre charrete e talvez os anjos do Senhor estejam indo à nossa frente”. Ele estava certo: naquela casa paterna nasceu o Seminário Lombardo para Missões Além-Fronteiras, hoje PIME.

Igreja de São Francisco de Assís e Casa Ramazzotti, berço histórico missionário do PIME


Leia tambem: PIME faz 170 anos e abre uma reflexão sobre seu futuro

Saiba mais: PIME: Taços de uma bela história


A ÁRVORE MISSIONÁRIA FRUTIFICOU

O PIME está presente em 18 países de cinco continentes e, ao longo de 170 anos, contribuiu para a fundação de dezenas de dioceses, centenas de paróquias e inumeráveis obras sociais, numa atitude de serviço missionário às Igrejas locais. Atualmente, recebe também vocações locais, como aqui no Brasil, para ajudar e animar países a se abrirem à consciência missionária universal.

texto publicado na secção “PIME” na edição Junho/Julho da revista Mundo e Missão. Quer conhecer o PIME? Seja um nosso assinante


Inscreva-se e receba a newsletter

seu apoio vale muito, assine a revista Mundo e Missão

Adicionar Comentário

Seu endereço de e-mail está seguro conosco. Campos obrigatórios são marcados com *

Telefone: (11) 5549-7295
Fax: (11) 5549-7257
Rua Gregório Serrão 177
04015-011 Vila Mariana, São Paulo - SP