Desenhos sobre a fuga

Em campo de refugiados na Grécia, menina síria de 8 anos chama atenção com desenhos que retratam sofrimento

S
haharzad Hassan é uma das inúmeras refugiadas que, por causa da guerra civil, precisou deixar a sua casa em Aleppo, na Síria, e seguir para outro lugar com mais segurança. A garota passou 18 meses em fuga até chegar à Europa, no campo de refugiados em Idomeni, na Grécia, fronteira com a Macedônia.
Com papel e lápis de cor, Shaharzad, retratou a sua história em desenhos. São imagens tristes, de fome, caos, violência e da realidade dos refugiados que ficaram presos nas fronteiras ou instalados em campos improvisados e precários.
O fotógrafo Matt Cardy, da agência Getty Images, ao visitar o campo de refugiados onde estava Shaharzad, resolveu fotografar os desenhos da menina e compartilhar nas redes sociais.

        

As crianças e a guerra

Na Síria, cerca de 3,3 milhões e crianças estão expostos à guerra e dezenas de escolas foram alvo de ataques. Após sete anos de conflito, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) divulgou os seguintes números:
– 5,3 milhões de crianças sírias têm necessidade de assistência humanitária;
– 170 mil crianças vivem em áreas sitiadas;
– 2,8 milhões de crianças deslocadas internas e 2,6 milhões são refugiadas em países vizinhos;
– 961 crianças foram recrutadas para combater. Em 2017, este número foi três vezes maior em relação a 2015;
– Quase 10 mil crianças refugiadas sírias estão desacompanhadas ou separadas dos familiares, e muitas delas são vulneráveis à exploração;
– 12% das crianças com menos de 5 anos, na área de Ghouta, sofrem de desnutrição aguda, a mais alta taxa registrada desde o início do conflito.

Publicado no Jornal Missão Jovem de Maio de 2018

Adicionar Comentário

Seu endereço de e-mail está seguro conosco. Campos obrigatórios são marcados com *

Telefone: (11) 5549-7295
Fax: (11) 5549-7257
Rua Joaquim Távora, 686
04015-011 Vila Mariana, São Paulo - SP