Jornal Transcender – nº 47

Capa do jornal Transcender de novembro/dezembroCom a intenção de despertar você para um problema gravíssimo da atualidade, elaboramos uma reportagem sobre quão alarmantes são as estatísticas da fome no mundo. Mais de 821 milhões de pessoas não têm o que comer. Ou comem muito menos do que necessitam. O mais esquisito é que não falta comida: a quantidade de alimentos que vai parar no lixo anualmente dava para alimentar toda essa gente e ainda sobrava. Então, o que estamos fazendo de errado? Trouxemos números e dados na tentativa de te provocar a pensar a respeito. Confira ainda nesta edição os primeiros pintores brasileiros que começaram a retratar a desigualdade social, a história do jovem que arrecadou 2 mihões de dólares para limpar os oceanos, o fortalecimento da solidariedade por meio de trabalhos voluntários, e muito mais. Como sempre, páginas recheadas de conteúdos importantes para promover o debate em sala de aula e demais grupos e, assim, despertar o senso crítico dos jovens.

destaques

CAPA

ATUALIDADES

Não falta alimento, mas sobram famintos
Enquanto a fome voltou a crescer no mundo e atinge atualmente mais de 821 milhões de pessoas, o desperdício de comida alcança mais de 1 bilhão de toneladas por ano

ARTE

Os artistas do povo
A desigualdade tem cor e traços bem marcados nos quadros de três grandes pintores brasileiros que se debruçaram em retratar os marginalizados e excluídos

LITERATURA

A voz dos esquecidos 
Um jornalista argentino viajou durante seis anos por países da Ásia, da África e da América para escutar e contar a história das pessoas que convivem diariamente com o drama de não ter o que comer – um relato imperdível

INSPIRAÇÃO JOVEM

O caçador de plástico
Conheça a história do jovem que, aos 17 anos, surpreendeu o mundo com um projeto: limpar os oceanos. Com dois milhões de dólares arrecadados em financiamento coletivo, o holandês Boyan Slat agora tem uma equipe de especialistas dispostos a ajudá-lo, além de ser o mais jovem ganhador dos maiores prêmios ambientais da ONU

RELIGIÃO

A verdade como sentido
Você já parou para pensar como se dá a construção da crença e de onde surge a inquietação para acreditar em Deus?

ÉTICA

Socialmente responsável
Desenvolver algum tipo de trabalho voluntário contribui para uma sociedade mais justa e igualitária, além de fortalecer a solidariedade e a reciprocidade entre as pessoas

 

Adicionar Comentário

Seu endereço de e-mail está seguro conosco. Campos obrigatórios são marcados com *

Telefone: (11) 5549-7295
Fax: (11) 5549-7257
Rua Joaquim Távora, 686
04015-011 Vila Mariana, São Paulo - SP