Jovem testemunha a alegria de viver o chamado de Deus

juliane kuhn

Juliane Kuhn, de 23 anos, deixou sua cidade no sul do Brasil para servir ao próximo na capital baiana

 

S
air para uma experiência missionária nem sempre significa mudar de país. A missão além-fronteiras acaba tendo mais repercussão, é verdade, pois o seu cerne é justamente evangelizar onde ninguém jamais foi. Porém, existe a possibilidade de ser missionário no próprio país, como é o caso da Juliane, que conta a seguir como sua vida tomou um novo rumo a partir da escuta do chamado que Deus lhe fez.

Confira o testemunho:

“Deus chama a muitos jovens para uma experiência única e não foi diferente comigo. Tenho 23 anos, sou natural de Ponta Grossa, uma cidade do interior do Paraná, e me chamo Juliane Kuhn. Em 2017 aceitei viver uma experiência que nunca imaginei antes.

Vivi três anos na obra da Comunidade Católica Shalom, como tantos outros viveram e/ou vivem nas missões que existem pelo mundo. Muitos passos foram dados, muitas alegrias vividas com os meus irmãos da missão, mas, em certo momento, a crise aconteceu. Sentia que não conseguia mais continuar, já não conseguia ter uma vida de oração e as coisas começavam a perder o sentido. Ao mesmo tempo, algo começou a me inquietar em relação à vida missionária, como um impulso para sair em missão.

Se você pensa que foi fácil decidir por isso, está enganado. Senti muito medo, pois havia uma zona de conforto que eu não queria deixar. Comecei a colocar vários empecilhos para Deus, mas Ele sempre tirava as barreiras de forma imediata. Apesar de ter relutado, ‘perdi a batalha’ e resolvi mandar uma carta pedindo para sair em missão.

Mas, até para escrever essa carta, passei por uma provação: enquanto escrevia, recebi uma ligação em que me ofereciam o emprego que eu tanto esperava, na área que eu desejava e com um bom salário. Eu havia acabado de me formar em Administração, e imaginava que qualquer jovem aceitaria aquela chance e não deixaria passar de forma alguma. Resultado: entrei em crise.

Há muito eu procurava um emprego, mas nada aparecia. Pensava: e agora, o que fazer? Resolvi ficar diante do Santíssimo para escutar qual era a vontade d’Ele para mim e, sem demora, Ele me deu a passagem de João, que dizia: “Permanecei em mim e eu permanecerei em vós. O ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Assim também vós: não podeis tampouco dar fruto, se não permanecerdes em mim”.

Naquela hora entendi tudo e decidi por Ele. Decidi sair da minha zona de conforto para fazer a Sua vontade. Hoje sou uma jovem em missão em Salvador, terra em que posso testemunhar a alegria que é estar na vontade de Deus. Um lugar onde, a cada dia, Ele me chama a entrar na Sua intimidade, a conhecer a Sua face e, assim, me conhecer também. Dia após dia me convida a sair ainda mais de mim mesma e ir ao encontro do próximo, que sofre e chora por não conhecer o Amor. Hoje posso testemunhar a alegria de viver os conselhos evangélicos, de deixar tudo para ganhar cem vezes mais.”

 

Testemunho publicado no jornal Missão Jovem de maio de 2019 – edição nº 349
Telefone: (11) 5549-7295
Fax: (11) 5549-7257
Rua Joaquim Távora, 686
04015-011 Vila Mariana, São Paulo - SP