Leigos na Comunicação

As redes sociais podem ser aliadas para anunciar o bem

O
mundo da comunicação é o espaço no qual o leigo pode atuar como fermento na massa. Portanto, não adianta falarmos mal dos meios de comunicação, se nós mesmos falamos um montão de bobagens todos os dias. O que devemos fazer é imitar Maria que, ao encontrar Isabel, narrou-lhe as maravilhas que Deus fazia em sua vida.

Se nosso dever, enquanto cristãos, é anunciar Jesus Cristo e seu Reino, devemos evangelizar com a ajuda dos recursos da mídia, a fim de que o Evangelho chegue até os confins da terra e sobre os telhados, conforme afirma o documento 105 da CNBB (n° 207). Entre os meios que dispomos hoje estão as chamadas redes sociais, que, de certa maneira, assemelham-se às mesas-redondas, tão divulgadas na lenda do Rei Artur e seus cavaleiros. Em torno delas, eles discutiam assuntos relacionados à segurança do reino.

Atualmente, é possível encontrar nas redes sociais discussões acaloradas sobre qualquer assunto. Enquanto na mesa-redonda os participantes se sentam frente a frente, nas redes sociais as pessoas podem permanecer ocultas, possibilitando a deturpação do pensamento original. Neste ambiente é difícil falar de valores comuns, pois qualquer opinião assume o caráter de verdade e, assim, cada envolvido impõe o que defende.

Para encontrarmos luzes a este dilema rezemos a oração do comunicador: Ó Deus, que, para revelar vosso amor aos homens, enviastes vosso filho Jesus Cristo, o grande comunicador, concedei-nos a graça de utilizar os meios de comunicação social para o bem. Inspirai pessoas de boa vontade a colaborar com a Igreja no anúncio do Evangelho.

Publicado no Jornal Missão Jovem de Junho/Julho de 2018

Adicionar Comentário

Seu endereço de e-mail está seguro conosco. Campos obrigatórios são marcados com *

Telefone: (11) 5549-7295
Fax: (11) 5549-7257
Rua Joaquim Távora, 686
04015-011 Vila Mariana, São Paulo - SP