Missão Jovem de Agosto de 2018 – nº 341

O
que você vai ser quando crescer?. Esta é uma pergunta clássica que os adultos fazem às crianças. Em meio às brincadeiras, que são naturais durante a infância, os pequenos respondem o nome de algumas profissões, aquelas que estão mais próximas de sua convivência. Um pouco depois, na juventude, percebem que precisam realmente escolher “o que fazer da vida”. Nesta fase, é sempre comum pensar em profissões e não na vocação de cada um.

Papa Francisco disse que “não estamos submersos no acaso, nem à mercê de uma série de eventos caóticos; pelo contrário, a nossa vida e a nossa presença no mundo são fruto de uma vocação divina”. Entendê-la, porém, não é algo simples. Exige escuta e silêncio. Entre a vocação e a profissão há uma distância significativa. Mas, quando a vocação encontra na profissão o seu designo, surge uma perfeita união de sentidos.

Nesta edição do jornal Missão Jovem a seção “Casa Comum” relata a situação dos lixões no Brasil e a importância de ter alternativas para não poluir o meio ambiente. “Tá na Roda” conta a história de Henrique, que descobriu que ser protagonista dos afazeres cotidianos é importante para a convivência. E “Missão” traz a experiência de um jovem brasileiro que será ordenado padre pelo PIME, no dia 4 deste mês.

Catequese

Outros artigos

Agenda

Telefone: (11) 5549-7295
Fax: (11) 5549-7257
Rua Joaquim Távora, 686
04015-011 Vila Mariana, São Paulo - SP