Moradores da Cidade Ademar promovem “Ato em homenagem ao padre Maurilio”

Foto: Arquivo Mundo e Missão

Evento a ser realizado neste sábado, dia 14, integra a campanha para que o Hospital Geral da Pedreira receba o nome do sacerdote, falecido em 2017

Por Airton Goes, do Fórum Social da Cidade Ademar e Pedreira

Neste sábado, dia 14, moradores da região da Cidade Ademar e Pedreira promovem o “Ato em homenagem ao padre Maurilio”. A atividade, que ocorrerá no salão paroquial da Igreja São Francisco Xavier, na Vila Missionária, terá início às 9h00, com um café comunitário.

O ato integra a campanha para que o Hospital Geral da Pedreira receba o nome do padre Maurilio Maritano. De acordo com os promotores da iniciativa, o objetivo da campanha é prestar uma justa homenagem ao sacerdote falecido em setembro de 2017.

Padre Maurilio liderou a mobilização popular que durou mais de 15 anos e resultou na conquista do Hospital Geral da Pedreira – inaugurado em 26 de junho de 1998 – e de diversas unidades de saúde. Nesse processo, formou-se o Movimento Popular de Saúde de Cidade Ademar e Pedreira, o movimento social em atividade mais antigo da região.

Foi também o inspirador do Fórum Social da Cidade Ademar e Pedreira e um verdadeiro mestre para muitos jovens de várias gerações.

Quem quiser saber mais sobre a iniciativa deve acessar a página “Campanha em homenagem ao padre Maurilio Maritano”, no Facebook.

Sobre o hospital

Situado à Rua João Francisco de Moura, 251, na Vila Campo Grande, o Hospital Geral da Pedreira oferece pronto-socorro adulto e infantil 24 horas, sete salas de cirurgia e 289 leitos, que são distribuídos por maternidade e enfermaria (adulto e pediátrica), além de UTI (adulto, pediátrica e neonatal).

fonte: Jornal Cidade Ademar em notícias


Sobre o padre Maurílio

Nascido aos 19/03/1931 em Cumiana – Toprino – Itália, foi ordenado presbítero do PIME (Pontifício Instituto das Misões Exteriores) em 21/06/1958. Serviu o instituto como formador nas comunidades de Monza, Treviso, Genova e Cervignago del Friuli. Veio para o Brasil em 1969; estudou língua em Assis-SP. Foi, em seguida, para a paróquia de Porecatu – PR por 3 anos. Eleito conselheiro da região missionária mudou-se para São Paulo, ajudando na Vila Joaniza como coadjutor antes e em seguida como pároco. Trabalhou com entusiasmo com as CEBs, dividindo a paróquia em comunidades e núcleos dos quais alguns se tornaram até paróquias (S. Clara e S. Francisco, S. Paulina, N. S. de da Salette, S. José). Em 1982 passou a morar no “buraco do sapo” e, a apedido do Card. Dom Paulo Evarsito Arns, ajudou na coordenação diocesana de pastoral, em sintonia com o bispo da região de Santo Amaro Dom Mauro Morelli. Neste serviço foi também “Vigário Episcopal” até a nomeação do novo Vigário na pessoa de Dom Antônio Gaspar. Foi presidente diocesano da CARITAS e organizou um belo trabalho com os meninos de rua através das casas-abrigo (Casa Emaús e Casa Betânia no Jardim Selma) inclusive em parceria com o juiz e o Conselho Tutelar Municipal que lhe indicavam os pequenos infratores para sua reeducação. Em 1987 foi enviado para Brasília, assessorar no CENFIS. Encerrado seu quadriênio de serviço, foi nomeado pároco na paróquia São Francisco Xavier em Vila Missionária. Em 2015, devido às suas condições precárias de saúde, mudou-se para a Casa Rainha dos Apóstolos em Ibiporã, Paraná e no dia 15 de setembro de 2017, no hospital de Londrina, veio falecer com 86 anos. Foi sepultado no cimitério de Ibiporã. Padre Maurílio Maritano foi missionário no Brasil há 48 anos.

Adicionar Comentário

Seu endereço de e-mail está seguro conosco. Campos obrigatórios são marcados com *

Telefone: (11) 5549-7295
Fax: (11) 5549-7257
Rua Gregório Serrão 177
04015-011 Vila Mariana, São Paulo - SP