Paróquia do PIME em São Paulo intensifica solidariedade na periferia

Muitas pessoas e voluntários apoiam as iniciativas solidárias das paroquias do PIME neste tempo da pandemia

por André Guerra


Solidariedade é a palavra que está guiando as ações das paróquias do PIME na periferia de São Paulo, no Brasil, durante o periodo da pandemia.Entre as três paroquias paulistanas do PIME, a paróquia Nossa Senhora Dos Anjos, do Jardim Itajaí (Grajaú), está cuidando, muito mais do que em outros momentos, da comunidade que surgiu dentro do assentamento São José de Anchieta, onde vivem mais de 5 mil pessoas.

No dia 24 de maio, foi organizada uma “Ação de Leite”, com a distribuição de caixas de leites. “Foram distribuidos 2400 litros de leites. Cerca de 600 famílias foram atendidas e cada uma recebeu uma caixa com 4 litros de leite integral”, conta o pároco, padre Raju Koppula, missionário indiano do PIME. “Fomos ajudados pela Fundação PIME de Milão e tivemos a ajuda também do padre Daniel Belussi, padre Gianfranco Vianello, do padre Pedro Facci, superior regional do PIME Brasil e de um casal de Osasco, a senhora Fernanda e senhor Toninho, empresarias que têm parentes na nossa paroquia”.

Semanalmente há a distribuição de kit de café, com leite, café, pão, margarita e mortadela. “No Dia das Mães foi realizada a entrega de 200 kite e conseguimos também distribuir 62 colombas de Páscoa”, adiciona o padre Raju.

Na comunidade de São Jose de Anchieta, dedicada ao missionário jesuíta que se tornou apóstolo do Brasil, moram cinco mil pessoas, centenas de crianças, barracos, barro e lama. Sem saneamento básico, sem asfalto, sem serviços. Como já contamos na nossa revista Mundo e Missão, “É no meio daquele ‘nada’ que Deus escolheu viver; apesar das faltas e além das dificuldades do dia dia, as pessoas que moram na invasão pediram ao padre Daniel Belussi, missionário do PIME e pároco por cerca de 3 anos na paróquia Nossa Senhora dos Anjos (antes da volta do padre Raju), de realizar uma capela que se tornasse um ponto de referência para a comunidade, um sinal concreto da presença e da amizade de Deus.

Três anos atrás a comunidade toda se reuniu e o projeto de construção da capela foi aprovado pela assembleia por unanimidade. Inclusive os não católicos apoiaram a proposta do padre Daniel que desejava levar um sinal de luz e esperança naquele lugar”. “A primeira vez que eu entrei naquela comunidade entendi claramente a necessidade do Evangelho”, contou o padre Daniel.  


Inscreva-se e receba a newsletter

seu apoio vale muito, assine a revista Mundo e Missão

Adicionar Comentário

Seu endereço de e-mail está seguro conosco. Campos obrigatórios são marcados com *

Telefone: (11) 5549-7295
Fax: (11) 5549-7257
Rua Gregório Serrão 177
04015-011 Vila Mariana, São Paulo - SP