Cardeal Tagle incentiva as Pontifícias Obras Missionárias dos Estados Unidos

O cardeal Tagle, expressando sua gratidão pelo compromisso com a missão da Igreja, encorajou as Pontifícias Obras Missionárias estadunidenses a continuar no caminho empreendido. "As leituras de hoje nos confortam", disse o prefeito de Propaganda Fide durante sua homilia na missa, que também contou com a presença dos diretores da POMs das dioceses de Trenton e Paterson, ambos filipinos. "Jesus rezou por seus discípulos, como agora reza por nós. Sua oração era para que fôssemos um", ressaltou ele.



Oração, reuniões e proximidade pastoral. Estes são os traços que caracterizaram a visita do prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, cardeal Luis Antonio Tagle, à direção nacional das Pontifícias Obras Missionárias (POM) nos EUA.


Continuar o caminho empreendido

O cardeal Tagle, expressando sua gratidão pelo compromisso com a missão da Igreja, encorajou as Pontifícias Obras Missionárias estadunidenses a continuar no caminho empreendido.


"As leituras de hoje nos confortam", disse o prefeito de Propaganda Fide durante sua homilia na missa, que também contou com a presença dos diretores da POMs das dioceses de Trenton e Paterson, ambos filipinos.


"Jesus rezou por seus discípulos, como agora reza por nós. Sua oração era para que fôssemos um, e a unidade de nós discípulos tem uma dimensão missionária: para que creiam que tu me enviaste, diz Jesus."

A seguir, o purpurado filipino abençoou uma imagem da Beata Pauline Marie Jaricot, fundadora da Pontifícia Obra de Propagação da Fé presente nos escritórios das POMs, e depois continuou seu dia com duas reuniões organizadas pelo diretor da POMs estadunidenses, monsenhor Kieran Harrington.


As Pontifícias Obras Missionárias completam 200 anos

Tratou-se de dois encontros em dois locais diferentes, mas muito significativos, no distrito de Quenns, respectivamente o Hospital Elmhurst, o hospital-símbolo da Covid-19 durante o período mais sombrio da pandemia nos Estados Unidos, e a Escola Preparatória e Seminário da Catedral, o único seminário de ensino médio nos Estados Unidos.


No Hospital Elmhurst, o cardeal Tagle dirigindo-se aos profissionais da saúde e recordando a fase mais aguda da pandemia definiu as mãos deles "mãos de Deus" e acrescentou: "Usem seus talentos, suas habilidades, mas sempre continuem a ser para os doentes como um irmão, uma irmã, uma família. Será uma fonte de consolo para eles".

Durante sua visita, o prefeito do referido Dicastério vaticano também deu o sacramento da unção dos enfermos a um paciente adulto e a um recém-nascido na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, rezando junto com os pais do bebê.


O dia do cardeal terminou na Escola Preparatória e Seminário da Catedral. Fundada em 1914, a escola secundária é o seminário menor da Diocese de Brooklyn e hoje recebe jovens da diocese vizinha de Rockville Center e da Arquidiocese de Nova York. Cerca de 120 matrículas, alunos do segundo grau e jovens se reuniram nas escadas da escola e receberam o purpurado filipino com grande entusiasmo, reunindo-se com ele em um momento de oração à Mãe de Deus.


Por Vatican News com Agência Fides