Yaoundé: Cinco seminaristas fazem as promessas iniciais

Achille, Alphonse, Antoine, Marc e Michel - que estão se formando no novo seminário do PIME nos Camarões, deram o primeiro passo para se tornarem missionários do Instituto em uma celebração presidida pelo reitor, padre Graziano Michielan, na paróquia de Ntem-a-si.


Fotos: Arquivo PIME

Neste ano o PIME admitiu a promessa inicial de agregar ao instituto dos Camarões alguns de seus candidatos em formação em Yaoundé, no novo seminário inaugurado em 6 de março passado.


Em preparação para este grande evento, no dia 2 de junho, foi organizada uma vigília de oração e animação missionária na paróquia de Nossa Senhora de Lourdes, em Ntem-a-si. A comunidade do seminário e muitos fiéis estiveram presentes nesta vigília.


"Vivemos uma verdadeira experiência de oração, de partilha na fé e de encontro com o Senhor" - contaram Antoine e Michel ao falarem sobre suas histórias vocacionais, sublinhando como o Senhor continua a chamar ainda hoje e, como souberam ouvir a Sua voz, comprometendo-se generosamente a responder.


Solenidade de Pentecostes

No domingo, 5 de junho, solenidade de Pentecoste, a mesma paróquia de Nossa Senhora de Lourdes de Ntem-a-si sediou a celebração eucarística em que Antoine Bouyoy, Alphonse Damba, Michel Ganava, Marc Loukoya e Achille Tissebe fizeram a promessa inicial de agregação ao PIME e o rito de admissão entre os candidatos às ordens sagradas do diaconato e do presbitério.



A celebração foi presidida pelo padre Graziano Michielan, reitor do seminário de Yaoundé, e co-celebrada por outros padres, incluindo os padres formadores do seminário e alguns padres e párocos da diocese, sem esquecer a presença dos seminaristas do PIME , do Frei Gian Luigi Taller, das Irmãs de Madre Teresa e de uma grande multidão de cristãos que vieram para a ocasião.


Na homilia, o celebrante destacou a importância do amor, dom total que Deus derramou sobre a humanidade, apesar de sua natureza marcada pelo pecado e pela infidelidade. A efusão do Espírito sobre os apóstolos é um sinal evidente deste amor de Deus pelo seu povo e por cada homem. No final, dirigiu as promissoras palavras de encorajamento e felicitações por este importante e decisivo passo.


Ele recomendou a Achille, Alphonse, Antoine, Marc e Michel que se empenhem com alegria, ardor e determinação em continuar sua formação que um dia, os levará a emitir a promessa definitiva e se comprometer com o sacerdócio missionário no PIME.



Após a homilia, realizou-se o Rito em que os candidatos manifestaram solenemente a firme intenção de consagrar-se ao Senhor, respondendo ao chamado a ser missionários e sacerdotes através do instituto. Apresentados pelo vice-reitor, padre Jean-Jacques Folly, prometeram com alegria a fidelidade ao Senhor e à Igreja diante de toda a comunidade em oração, expressando com determinação o seu "SIM" para se comprometerem com a formação que um dia os conduzirá ao sacramento da Ordem.



Os sacerdotes presentes vestiram-nos com a alva litúrgica, sinal e compromisso de revestir-se do amor de Cristo por todos os homens, com particular atenção aos mais pobres e vulneráveis. Acompanhado de copiosos aplausos da multidão, Pe. Graciano, em nome do superior geral e de todos os missionários do PIME, os acolheu oficialmente na nova família de apóstolos do PIME.


No cartão de recordação distribuído a todos os presentes, escolheram como lema "Vós também para a minha vinha" (Mt 20,4).


Por Kameni Nana Franc, seminarista do segundo ano de Filosofia - tradução e adaptação Valesca Montenegro - redação Mundo e Missão.