Quênia: estudantes criam aplicativo para situações de emergência

D
esenvolvido por três estudantes quenianos, um aplicativo está ajudando a minimizar sérios problemas no Quênia. A partir de um toque, o Usalama (que significa “segurança” na língua swahili) se conecta aos serviços de emergência para socorrer vítimas de roubo ou de violência. “Ao fornecer um meio direto aos provedores de serviços de emergência, ele lhe dá a certeza de que alguém vai responder e ir ao seu auxílio quando você precisar”, contou Marvin Makau, um dos criadores do app, ao site “Por Dentro da África”, lembrando que o aplicativo foi baixado não apenas no Quênia, mas também em países vizinhos: Tanzânia e Etiópia. O projeto é o primeiro aplicativo dos estudantes de Ciências da Computação, que têm entre 22 e 24 anos e vivem em Nairóbi, capital do país. O app, que foi finalista ao Prêmio Africano de Engenharia e Inovação de 2017, esbarra numa barreira: o precário acesso à internet no Quênia. Por isso, eles desenvolveram alternativas. “O maior desafio para a propagação do aplicativo é a conexão. Então, adicionamos o recurso SMS, que envia uma mensagem para os contatos da família e amigos. Caso o usuário não tenha crédito, o Usalama liga automaticamente para os serviços de emergência, e, assim, ajudamos a salvar vidas”, afirma Makau.

Publicado no Jornal Missão Jovem de agosto de 2018
Telefone: (11) 5549-7295
Fax: (11) 5549-7257
Rua Joaquim Távora, 686
04015-011 Vila Mariana, São Paulo - SP