Trabalhar para comer

Estivemos em Payatas na edição de março. Agora, o coronavírus nos obriga a retornar àquela ferida social na capital das Filipinas

Moradores de Payatas (Filipinas) Foto: Wikimedia Commons/Kounosu

Por Eduardo Gabriel

Sociólogo e scalabriniano, Reside em Manila, nas Filipinas


Payatas é uma extensa área de aterro sanitário da região metropolitana de Manila. Todo o lixo de 16 cidades da chamada Metro Manila (mais de 12 milhões de habitantes) vem para o Payatas. Longe de tudo, como era de se esperar de uma área onde envia-se todo o resto. Além do lixo, o que mais chega no Payatas é a extrema pobreza. A administração pública oferece precária assistência básica, mas com toda força investe na fiscalização policial do controle de drogas, como projeto do presidente Rodrigo Duterte. A presença da Igreja chega através de paróquias, em especial pela coragem missionária de algumas congregações religiosas. Destas, eu destaco as irmãs de Nossa Senhora do Calvário. Como a pandemia chegou aos moradores pobres do lixão?

confira a matéria na íntegra na secção “Migrante empreendedor” na próxima edição Agosto da revista Mundo e Missão. Seja um nosso assinante


Inscreva-se e receba a newsletter

seu apoio vale muito, assine a revista Mundo e Missão

Adicionar Comentário

Seu endereço de e-mail está seguro conosco. Campos obrigatórios são marcados com *

Telefone: (11) 5549-7295
Fax: (11) 5549-7257
Rua Gregório Serrão 177
04015-011 Vila Mariana, São Paulo - SP