top of page

Comunicação da vida religiosa, o primeiro encontro internacional da UISG

De 27 de novembro a 4 de dezembro, a União Internacional das Superioras Gerais ofereceu a comunicadores e comunicadoras webinars, mesas-redondas e laboratórios de formação para uma "comunicação mais eficaz e evangélica na vida religiosa". A coordenadora: é um projeto que nasce do sonho de reunir todas as religiosas, e hoje também muitos leigos e leigas, que trabalham na missão da comunicação.

No final de novembro, o primeiro encontro internacional sobre a comunicação da vida religiosa (foto concedida pela UISG)

Nunca se deve parar de sonhar e Patrizia Morgante, coordenadora do projeto UISG "Comunicar a vida religiosa", sabe muito bem disso. O primeiro encontro internacional para a comunicação da vida religiosa, de fato, nasceu de um sonho que ela teve durante oito anos, quando a União Internacional das Superioras Gerais ainda não tinha um escritório de comunicação. "O sonho - conta Patrizia ao Vatican News - era reunir todas as irmãs e, hoje, também muitos leigos e leigas que trabalham na missão da comunicação, porque acredito que essa missão tão bonita só pode ser realizada em colaboração, somente aprendendo uns com os outros".

Formação, networking e mudança

O encontro será realizado exclusivamente on-line, com eventos totalmente gratuitos dedicados à comunicação da vida religiosa, dos quais participarão cerca de 500 comunicadores e comunicadoras. O programa é denso e intenso e inclui, em 5 idiomas com possibilidade de tradução, workshop de formação, mesas-redondas abertas ao público e conferências reservadas para os envolvidos na mídia. Tudo isso, explica a coordenadora, para que os comunicadores e comunicadoras possam se encontrar para trocar boas práticas, fazer formação juntos e construir projetos, inclusive intercongregacionais. "Pela pesquisa que fizemos, fica claro que há um receio por parte das Superioras e de algumas irmãs em relação à comunicação. Gostaríamos de tentar baixar um pouco as defesas e ter maior colaboração e investimento na missão digital, como também é mencionado no Relatório síntese da primeira sessão da XVI Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos. Portanto, missionários digitais e, por isso mesmo, há a necessidade de formar pessoas para fazer isso profissionalmente, em rede e com o desejo de transformar também a missão de evangelização na web".

A partir de uma pesquisa, os desafios a serem trabalhados

Os temas do encontro foram escolhidos por mais de 400 comunicadoras e comunicadores envolvidos em um processo de tomada de decisão por meio da plataforma DELIBERA, um instrumento de inteligência colaborativa que serve de apoio tecnológico nas interações em grupo. A partir dos resultados da plataforma, as prioridades foram extrapoladas e o programa do encontro internacional foi construído. No dia 4 de dezembro, último dia do evento, com uma mesa-redonda presencial (na sede da UISG, na Piazza di Ponte Sant'Angelo, em Roma) e online, será apresentado "Sisters Communicate", a publicação, explica Patrizia, que reúne os resultados de uma pesquisa feita com mais de 300 congregações para mapear a realidade da comunicação na vida religiosa, a fim de trazer à tona os desafios sobre os quais trabalhar em conjunto.


Por Alice Callegari – Vatican News


टिप्पणियां


bottom of page