top of page

Conexões missionárias

Formação de lideranças missionárias é a nova rubrica da revista dedicada para ajudar as paróquias na formação missionária das pastorais.


foto: Pascom/ Paróquia Nossa Senhora das Dores - Arquidiocese de Natal

A Igreja tem por natureza a missionariedade. Por esta identidade de sua essência, ela é convocada – a partir do Espírito – a pôr-se numa dinâmica de constante saída, fazendo com que a evangelização se torne mais missionária (Cf. DAp 13), a fim de não perder sua identidade.

Os Conselhos Missionários são organismos que colaboram para que a Igreja esteja em permanente estado de missão, promovendo a articulação, a animação e a cooperação missionária. O COMIRE (Conselho Missionário Regional) e o COMIDI (Conselho Missionário Diocesano) são extensões do COMINA (Conselho Missionário Nacional), instituição estabelecida pela Santa Sé e constituída pela CNBB, para articular os organismos e instituições missionárias da Igreja do Brasil.


De forma análoga ao COMINA, os demais Conselhos Missionários são formados por representantes dos segmentos eclesiais de animação e cooperação missionária, conforme o regimento próprio da CNBB. As paróquias são também chamadas a formar o seu Conselho Missionário Paroquial – COMIPA, cujo objetivo principal é promover ações de animação e formação missionária em âmbito paroquial.


O Programa Missionário Nacional (PMN) apresentado no Congresso Missionário de Manaus (Novembro de 2023), com prioridades e projetos, impulsionou a Igreja do Brasil a criar e fortalecer em todos os âmbitos os Conselhos Missionários como instrumento que contribui para conversão pastoral e a renovação eclesial. Os Conselhos, em todos os níveis (paróquia, diocese e regional), são referência nos âmbitos da missão (pastoral, nova evangelização e ad gentes. Doc. 108 CNBB p. 25) Concretamente, os Conselhos Missionários reúnem lideranças construindo a sinodalidade missionária nas paróquias, dioceses e regionais, como o testemunho da missionária Joelma Alexandre (Natal\RN), o “COMIPA é importante numa paróquia, porque ele “costura” as atividades missionárias entre as pastorais e movimentos eclesiais, ajudando a promover a conscientização missionária de todos. ”Esta identidade do COMIPA fortalece a Comunidade Eclesial Missionária.” Para Kátia Simone (João Pessoa\PB) o “COMIDI tem como objetivo a formação e animação missionária numa diocese, formando lideranças missionárias que congreguem as diversas expressões e experiências missionárias, colaborando efetivamente para uma Igreja toda missionária.” O COMIDI numa diocese é organismo permanente de animação e articulação que nos lembra que, “a atividade missionária é a principal e a mais sagrada atividade da Igreja”. (Ad Gentes, 29)




Komentáře


bottom of page