Filipinas: preocupação com as crianças afetadas pelo terremoto

“Em toda emergência, as crianças estão entre as mais vulneráveis. Nossos corações se dirigem às crianças afetadas e nossa prioridade é garantir que suas vidas sejam salvas e protegidas”, afirma o Unicef.


O Fundo das Nações Unidas para a Infância e seus parceiros estão avaliando as necessidades imediatas das comunidades atingidas e estão prontos para dar suporte à resposta de emergência liderada pelo governo do país do sudeste asiático, atingido este 27/07/22 por um forte terremoto de magnitude 7


Uma equipe de resgate no local de um edifício desmoronado em La Trinidad, na província de Benguete, em 27 de julho de 2022, depois que um terremoto de magnitude 7.0 atingiu o norte das Filipinas (Foto: AFP)

O Unicef está preocupado com a situação das crianças e famílias afetadas pelo terremoto de magnitude 7 que atingiu o norte das Filipinas às 8h43min da manhã, horário local, desta quarta-feira, 27 de julho.


O Fundo das Nações Unidas para a Infância e seus parceiros estão avaliando as necessidades imediatas das comunidades atingidas e estão prontos para dar suporte à resposta de emergência liderada pelo governo do país do sudeste asiático.


Abalo sísmico sentido também na capital Manila

As notícias do epicentro em Abra e províncias vizinhas confirmam danos em casas, hospitais, estradas e outras infraestruturas. O impacto do abalo sísmico também foi sentido na capital Manila, a 400 km de Abra, onde alguns edifícios foram temporariamente evacuados. O Instituto de Vulcanologia e Sismologia das Filipinas registrou mais de 13 tremores secundários desde o meio-dia.


“Em toda emergência, as crianças estão entre as mais vulneráveis. Nossos corações se dirigem às crianças afetadas e nossa prioridade é garantir que suas vidas sejam salvas e protegidas”, afirma o organismo da Onu para a infância.

País é sujeito a tufões, terremotos e erupções vulcânicas

Crianças e famílias podem estar desalojadas e feridas por causa do terremoto e precisar urgentemente de abrigo, água limpa, assistência médica, proteção e apoio psicossocial, prossegue o Unicef em sua declaração.


Enquanto o Mês Nacional de Resistência a Desastres - julho - chega ao fim, o terremoto nos lembra da necessidade de melhorar continuamente a preparação para emergências e a redução do risco de desastres nas Filipinas, um país sujeito a tufões, terremotos e erupções vulcânicas.


Equipes do Unicef prontas para entrar em ação

O Fundo das Nações Unidas para a Infância luta pela redução do risco de desastres, centrado nas crianças, e as coloca no centro de seus esforços de preparação e resposta a emergências.


As ajudas de emergência predispostas pelo Unicef estão prontas para apoiar os esforços de socorro do governo e nossas equipes estão prontas para serem utilizadas para alcançar as crianças e as famílias nas áreas afetadas, afirma ainda o Fundo das Nações Unidas para a Infância.


Por Vatican News