top of page

Momento histórico: um Bispo para a Ilha de Chipre depois de 340 anos

“Um momento histórico” foi a definição do Patriarca Latino de Jerusalém, cardeal Pierbattista Pizzaballa durante a Consagração Episcopal do brasileiro frei Bruno Varriano, neste sábado 16 de março no Centro Filoxenia de Nicósia, em Chipre.


Cardeal Pierbattista Pizzaballa durante a Consagração Episcopal do brasileiro frei Bruno Varriano. Foto, GPO.

Presidiu a celebração S.B cardeal Pizzaballa junto com os consagrantes:  o cardeal Fortunato Frezza, o arcebispo Maronita de Chipre, dom Selim Jean, o cardeal Américo Aguiar, de Setubal, e o cardeal Odillo Scherrer de São Paulo. Presentes em grande número para concelebrar autoridades eclesiásticas da Igreja Latina e Oriental de todo o mundo, S.B. Fouad Twal, patriarca emérito de Jerusalém dos Latinos, dom Giovanni Pietro Dal Toso, núncio apostólico na Jordânia e Chipre, dom  Adolfo Tito Ylana, núncio apostólico em Israel e Chipre, o exarca maronita  dom Edgar Madi, de São Paulo, frei Francesco Patton, custódio da Terra Santa com um grande número de frades de todo o território da Custódia franciscana. Participaram também muitas autoridades políticas da Ilha.


Consagração Episcopal do brasileiro frei Bruno Varriano

S.B CARDEAL CARDEAL PIERBATTISTA PIZZABALLA - Patriarca de Jerusalém dos Latinos


É um acontecimento que podemos chamar de histórico, ele é o primeiro bispo latino a residir em Chipre depois de 340 anos. E é um sinal de mudança importante. Os fiéis cristãos e católicos de todo o mundo estão dando uma nova face à ilha de Chipre e, por isso, necessita também de uma presença eclesial mais sólida. O novo bispo trará esta solidez à presença católica e cristã latina dentro de uma história muito bonita.

Mas sem dúvida a presença mais participativa foi a comunidade de fiéis que quís acompanhar o pastor neste momento importante: uma comunidade heterogênea, composta em grande parte por imigrantes das Filipinas, Sri Lanka, Índia, Africa e sobretudo de países de língua francesa.


O cardeal Pizzaballa recordou os desafios pastorais que afetaram a vida de Chipre e que «exigem uma presença eclesial cada vez mais sólida, um serviço pastoral diferente e mais corajoso, estendido aos fiéis espalhados por todo o território da ilha, e muitas vezes  em situações sociais muito frágeis."

O rito da ordenação episcopal inclui uma apresentação que foi  feita por Fr. Francesco Patton, Custódio da Terra Santa, que mostrou a Bula Papal expressando o cuidado pastoral e o olhar benevolente do Papa Francisco para com a Igreja de Chipre nomeando o Padre Bruno como bispo auxiliar do Patriarcato Latino de Jerusalém para Chipre.



Fr. FRANCESCO PATTON - Custódio da Terra Santa

“O que eu desejo ao frei Bruno, num contexto como este de Chipre, é precisamente o de poder construir fraternidade. E espero também que ele  consiga viver o desafio do  Papa Francisco: “Um pastor que tem cheiro de ovelha”, ou seja, que saiba sempre estar junto ás pessoas e perceber quais são suas necessidades mais profundas. A presença franciscana em Chipre remonta às origens, da presença franciscana na Terra Santa. No final de 1200, quando os frades foram temporariamente expulsos dos lugares santos eles se refugiaram em Chipre. Ao longo dos séculos, os frades tiveram na ilha um lugar muito querido, um lugar de refúgio. Depois houve um período um pouco difícil,  quando os turcos conquistaram Chipre, mas  os frades regressaram e a partir de 1600 a nossa presença cresceu na ilha.


De origem brasileira, frei Bruno Varriano nasceu em São Paulo em 1971. Ingressou na Custódia da Terra Santa em 1996. Entre as muitas especializações, frei Bruno obteve a licenciatura em Teologia Espiritual e o doutorado em psicologia clínica.

Exerceu vários cargos na Custódia da Terra Santa. Foi Guardião do Convento de Nazaré e da Basilica da Natividade. Ficou conhecido entre os peregrinos através da Fiacollata, a procissão das Velas, aos sábados e o Programa  “Na escola da Sagrada Família”, que apresentou, com inspiração na Sagrada Família, como também o programa atual, “Na escola dos apóstolos " que está sendo gravado em Chipre e apresentado na Tv Canção Nova. Também os co-fundadores da Comunidade Canção Nova Luzia Santiago e Welington Silva Jardim, participaram da celebração.



No final da celebração, dom Bruno Varriano, quis agradecer a todos aqueles que tornaram possível a celebração: "Obrigado a todos pelo incentivo. Lembro-me da minha missão em Nazaré, onde vivi durante 9 anos: foi na proximidade de Maria de Nazaré e de São José que pude amadurecer o meu “sim” a esta nova missão. Gostaria de agradecer ao Patriarcado e a todos os sacerdotes e seminaristas pela proximidade e carinho: obrigado a todos os frades da Custódia da Terra Santa. Obrigado ao Padre Custódio que me acompanhou neste momento e me trouxe de volta ao essencial. Um agradecimento particular e especial à minha família e a Igreja".


Por Lurdinha Nunes e Silvia Giuliano – Vatican News Fotos: GPO.


 

 

Obrigado por ter lido este artigo. Se quiser se manter atualizado sobre Mundo, Igreja e Missão, assine a nossa newsletter clicando aqui



Comentários


bottom of page